Château Palmer: será ele o primeiro Cru Classé de Bordeaux a ser chamado de "vinho natural"?

Data

O movimento dos vinhos naturais parece ter chegado aos grandes vinhos do mundo. A edição 2014 do Château Palmer deverá ser a primeira safra declarada como um “vinho natural” entre os Crus Classés do Médoc. A safra 2014 foi elaborada apenas com uvas de cultivo 100% biodinâmico e sem o uso de quaisquer conservantes durante o processo de vinificação.
Apesar de nunca ter usado o termo “vinho natural”, Thomas Duroux, diretor do Château Palmer, admite que essa é uma safra muito especial. Depois de um longo processo de conversão das vinhas iniciado em 2008, essa é a primeira colheita feita do Palmer com uvas integralmente de cultivo biodinâmico e sem qualquer adição de dióxido de enxofre durante as fases de vinificação.
Segundo Duroux, o uso de dióxido de enxofre foi restringido à metade da quantidade habitual e feita apenas após a conclusão da fermentação maloláctica. Para garantir que não houvessem riscos de deterioração bacteriana do vinho, foi fundamental contar com uma elevada população de leveduras desde as fases iniciais de vinificação.
Duroux concluiu dizendo que o objetivo de longo prazo do château é “reduzir o uso de sulfitos a um nível tão baixo quanto possível”. Ele confessou ainda que já vem testando isso em duas barricas da safra 2013 com o intuito de eliminar completamente o SO2 em seus vinhos.
Fonte: The Drinks Business

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!