The WineFathers: que tal tornar-se "parente" de um vinho na Itália?

Data

Desenvolvido por italianos, The WineFathers funciona com uma espécie de projeto de crowdfunding, mas traz interessantes compensações para seus investidores (enófilos, é claro!). Dependendo do nível de “parentesco” que se pretenda ter com os vinhos participantes do projeto (pai, irmão, tio ou primo), o “parente” receberá diversas ofertas ligadas a eles. 
O parentesco dará a oportunidade de acompanhar a produção das uvas e visitar as áreas de vinificação, até usufruir de descontos exclusivos para adquirir os vinhos produzidos nas propriedades. 
O grau de parentesco é estabelecido de acordo com o valor do investimento: para tornar-se um “Primo” do vinho, paga-se uma cota de 100 euros que dá direito a receber 1 garrafa de vinho com um rótulo personalizado, degustação de pratos locais, desconto de 50% na compra de uma caixa (6 garrafas) de vinho, ter seu nome numa árvore do vinhedo e uma “certidão” de parentesco com o vinho.
Aumentando o investimento para 200 euros, o parentesco obtido é de “Tio”. Assim, além das vantagens dadas para um primo, ele ganha um conjunto de 6 garrafas totalmente de graça. Para virar um “Irmão”, o valor sobe para 500 euros e chegar ao parentesco de “Pai” são 1.000 euros.
Mapa dos locais onde estão situadas as “famílias” do projeto
Mesmo estando sediado na Itália, qualquer pessoa ao redor do mundo pode tornar-se um parente dessas família de produtores de vinhos. No momento, quatro delas fazem parte dessa comunidade: Luca e Sara Carbone (Basilicata), Marco Cecchini (Friuli Venezia Giulia), Thomas Malatesta (Friuli Venezia Giulia) e  Vini Evaristiano (Sardegna).
Para maiores detalhes sobre o projeto The WineFathers, acesse esse link

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!