Produtor do Piemonte diz que os taninos elevados e a cor tênue da Nebbiolo não são mais "inimigos" dos vinhos da região!

Data

Durante o evento “The Three Kings of Italy” realizado em Londres, cujo título que faz alusão aos três grandes vinhos da Itália (Barolos, Brunellos e Amarones), o enólogo italiano Pio Boffa (da vinícola Pio Cesare) afirmou que os altos níveis de taninos e a coloração clarinha, traços típicos da Nebbiolo, não são mais “inimigos” dos produtores de Barolos, Barbarescos e outros vinhos feitos a partir dela. 
Boffa afirmou que os vinhos da região passaram por diversas mudanças nos últimos 30 anos, focadas sobretudo nas técnicas para amaciar os elevados níveis de taninos da Nebbiolo e incrementar a coloração mais clara que ela possui quando comparada com outras castas tintas. 
“Fizemos verdadeiras loucuras para atenuar a aspereza dos taninos e para intensificar a cor de nossos vinhos. No entanto, esses dois elementos não são mais inimigos; são características importantes que gostaríamos de destacar novamente em nossos vinhos”, disse Boffa.
Ele ressaltou que as mudanças observadas nos Barolos, por exemplo, são fruto da evolução da viticultura. “As maiores e melhores mudanças ocorreram nas vinhas, com clones de Nebbiolo mais saudáveis ​​e melhor selecionados, muito mais confiáveis do que alguns anos atrás.”
Em resumo, ele disse que a referência comum aos melhores vinhos da Itália sempre foi o fato deles serem elaborados com “uvas de personalidade muito forte”, sugerindo que era imprudente que os enólogos tentassem dissimular as características  inerentes dessas variedades emblemáticas do país.
Viva a Itália!

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!