Painel de Degustação: Piemonte 1999-2001, o dia que um Barbera destronou os Nebbiolos…

Data

Um time de nobres Barolos e um plebeu Barbera d’Asti como intruso…
As degustações às cegas sempre nos trazem surpresas, finas ironias e, às vezes, nos obrigam a um exercício de humildade diante dos resultados revelados ao final da prova do conteúdo das taças. Esse painel de degustação de vinhos da Piemonte (safras 1999, 2000 ou 2001) da Desconfraria não foi diferente…
Observando o mosaico fotográfico acima, repleto de ótimos Barolos, vinho considerado como a melhor expressão dos tintos piemonteses, e apenas um Barbera d’Asti, leva a imaginar que a ordem de classificação dos vinhos na imagem é crescente, do último para o primeiro, como habitualmente publico. Nesse caso porém, propositalmente, deixei na ordem decrescente para revelar o surpreendente primeiro lugar do Barbera d’Asti do renomada vinícola La Spinetta e o último do ainda mais badalado Barolo de Roberto Voerzio.
Ainda não sei se foi proposital, mas o confrade que levou esse Barbera d’Asti para a degustação nos deu uma grande rasteira nesse painel. Seu vinho atendeu plenamente a temática proposta: “Tintos do Piemonte Safras 1999 a 2001”, mas ele estava ciente de que a maioria de nós levaria o melhor vinho disponível em nossas adegas para a prova, provavelmente Barolos e Barbarescos, ele conseguiu nos confundir direitinho. 
Apesar do placar final apertado (4×3) na rodada final contra o Parusso Barolo Bussia 2001, esse La Spinetta Barbera d’Asti 2000 foi o vitorioso da noite. Pessoalmente, confesso que não votei nele para vencer, mas não nego que ele me remeteu a alguns Barolos modernos provados recentemente. Uma grande surpresa, mas que deve boa parte de seu mérito a qualidade da La Spinetta. A decepção ficou por conta do Barolo Cerequio 1999 de Roberto Voerzio, com aromas dominados por um excesso de alcatrão que o derrubou logo no início da degustação.
Veja o resultado final da degustação:
7º lugar: Roberto Voerzio Barolo Cerequio 1999
6º lugar: Rocche dei Manzoni Barolo Riserva Vigna d’la Roul 2000
5º lugar: Massolino Barolo Vigna Rionda 2001
4º lugar: Livio Pavese Barolo 1999
3º lugar: Rocche dei Manzoni Barolo Riserva Big d’ Big 2000
2º lugar: Parusso Barolo Bussia 2001

1º lugar: La Spinetta Barbera d’Asti Superiore 2000
Uma grande “zebra”?

Depois de dois painéis consecutivos de vinhos italianos (Supertoscanos e Piemonte), a Desconfraria retorna nessa semana com o antepenúltimo painel do ano: Bordeaux – Pauillac/St. Estèphe 2003-2005. Acredito que aqui a margem para surpresas seja bem menor. Aguarde até a semana que vem e veja o resultado aqui no blog.

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!