Por dentro das vinícolas clássicas da Rioja: A majestosa La Rioja Alta!

Data

La Rioja Alta: essas antigas paredes de pedra guardam grandes preciosidades…
Se a praga filoxera é a responsável pelo rastro de destruição deixado nas vinhas da Europa na segunda metade do século XIX, ela também é a “culpada” pelo surgimento da região espanhola da Rioja como umas das mais bem-sucedidas e admiradas no mundo do vinho.
Com grande parte de suas vinhas infestadas pela filoxera a partir dos anos 1870, os viticultores franceses de Bordeaux necessitaram sair em busca de áreas propícias ao cultivo da vinha que ainda não tivessem sido contaminadas e não demorou muito para que a Rioja se tornasse a resposta às suas preces.
La Rioja Alta no início do século XX
Apesar de possuir uma longa tradição na produção de vinhos, a Rioja estava limitada pela carência de métodos mais evoluídos para fazê-lo e a chegada dos franceses foi a chance para uma grande transformação. Foi exatamente durante esse boom qualitativo que cinco sócios vislumbraram a oportunidade e fundaram a vinícola La Rioja Alta no ano de 1890.
As preciosas barricas de carvalho amadurecendo os futuros Gran Reserva da vinícola  
Passados mais de 120 anos de uma trajetória vínica vitoriosa, a La Rioja Alta continua na busca permanente de incrementar a qualidade de seus vinhos, mas sem que isso afete o caráter tradicional de seus vinhos, especialmente dos clássicos Gran Reserva 904 e 890, que amadurecem lentamente (4 e 6 anos, respectivamente) em barricas de carvalho americano nas caves subterrâneas da vinícola e mais alguns anos nas garrafas.
A preocupação com a qualidade e respeito aos métodos tradicionais é tamanha que a La Rioja Alta faz questão de construir e fazer a tosta de suas barricas de carvalho na própria vinícola, garantindo que elas possuam exatamente as características desejadas.
Das ripas de carvalho…
…à montagem das barricas!
As tábuas de carvalho americano vindas de fornecedores certificados das florestas do Kentucky permanecem guardadas até que estejam perfeitamente secas. Em seguida, os tanoeiros da vinícola começam seu trabalho meticuloso e artesanal de montagem das barricas, moldando passo a passo cada uma das peças que as compõem. 
Na etapa seguinte, depois que alguns anéis metálicos fazem o travamento inicial das aduelas, as barricas são colocadas sobre uma chama intensa para que a tosta na madeira aporte os aromas desejados pelo produtor e facilite o trabalho de vergar suas peças até o formato final. 
Barrica pronta para a tosta…
E o resultado final!
O período de amadurecimento dos vinhos da La Rioja Alta nessas barricas (novas e usadas) varia bastante, desde os 2 anos (Viña Alberdi) até 6 anos (Gran Reserva 890), passando por trasfegas manuais a cada 6 meses que visam separar os sedimentos presentes no fundo das barricas e dar aos vinhos um breve contato com o ar. 
O próximo Gran Reserva 904 (2004?) esperando sua vez de ir para o mercado
Finalizado esses longos processos de amadurecimento, os vinhos finalmente são engarrafados, mas isso não significa que eles já estão prontos para ir ao mercado. Para atender os requisitos mínimos da legislação da D.O.Ca Rioja, os vinhos engarrafados ainda ficarão repousando nas adegas da vinícola por períodos mínimos de 1 a 3 anos, mas que podem ainda maiores nos Gran Reservas.
Túnel que liga duas adegas também repleto de garrafas
O resultado de prolongado armazenamento pode ser visto no interior das caves, onde o total de garrafas repousando nelas equivale a mais de 2 milhões delas ou 8 anos de produção da La Rioja Alta. Isso sem mencionar a preciosa coleção de algumas milhares de garrafas de safras antigas guardadas a sete chaves e que remontam a 1890!
Uma pequena parte da “biblioteca” de safras antigas da La Rioja Alta
Enfim, depois de percorrer todo o extenso caminho que as uvas fazem desde os 360 hectares de vinhas da La Rioja Alta até finalmente se converterem numa garrafa de vinho, era chegada a hora de provar as últimas safras dos vinhos da casa. 
Viña Alberdi Reserva 2007 – 100% tempranillo
24 meses em barricas de carvalho americano (novas e usadas)
Viña Arana 2005 – 95% Tempranillo e 5% de Mazuelo
36 meses em barricas de carvalho americano usadas

Viña Ardanza Reserva 2005 – 80% Tempranillo e 20% Garnacha
36 meses em barricas de carvalho americano usadas (Tempranillo) e 30 meses (Garnacha)

La Rioja Alta Gran Reserva 904 2001 – 90% Tempranillo e 10% Graciano
48 meses em barricas de carvalho americano usadas

La Rioja Alta Gran Reserva 890 1998 – 95% Tempranillo, 3% Graciano e 2% Mazuelo
72 meses em barricas novas de carvalho americano

Ao final da degustação desses cinco vinhos, só posso dizer que eles foram capazes de traduzir com perfeição o esmero e dedicação da vinícola em sua elaboração: corpos refinados, taninos elegantes, acidez em doses ideais e perfeita integração com a madeira. 
Na medida em que seguimos na direção dos Gran Reservas 904 e 890, podemos perceber o nível crescente de complexidade e sofisticadas nuances cuidadosamente construídas pelos enólogos da vinícola, mas é relevante destacar que desde o Viña Alberdi já encontramos um vinho de qualidade acima da média de seus pares.
Alguns dias antes de visitar a La Rioja Alta, eu já havia escolhido um 904 2001 e um Ardanza Reserva 2004 para harmonizar com alguns pratos em restaurantes de Madri e Barcelona, identificando a vocação distinta desses vinhos para a mesa. Provando-os “solo”, eles e os demais continuaram demonstrando que são muito prazerosos e dignos de serem bebidos sem cansar o palato (um aspecto ao qual dou muita importância).
Num cômputo geral eu diria sem pestanejar que o Gran Reserva 904 2001 foi o meu predileto, especialmente se considerarmos que ele custa cerca de metade do preço do GR 890, ainda que esse tenha um potencial para ir mais além. A solução? Levar uma garrafa magnum do 2001 e uma normal do 890!
Se você desejar conhecer ainda mais sobre essa magnífica vinícola, deixo um presente: acesse esse link e leia o livro “Tres Siglos de La Rioja Alta“.

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!