Vinhos Argentinos: 8 vinhos pouco conhecidos mas que valem a pena ser procurados!

Data

O crítico de vinhos Joaquín Hidalgo selecionou para a revista argentina Planeta Joy, especializada em enogastronomia, uma série de vinhos produzidos no pais que são pouco conhecidos até mesmo pelos argentinos (eu só conhecia um deles…), que merecem ser destacados e reconhecidos pela qualidade, pelo preço ou pela inovação, fugindo do lugar comum.
Em sua próxima visita a Argentina, saia do óbvio e descubra esses novos rótulos portenhos que ele recomenda e descreve a seguir, e faça você mesmo sua análise sobre eles (se conseguir encontrá-los, é claro):
Tierra Callada Cabernet Sauvignon 2011 (65 pesos) 
Elaborado pela Bodega Fuegosur, no Valle de Uco, é um vinho que se destaca pela excelente qualidade e preço muito justo. Oferece aromas atraentes e frutados, típico dos cabernets de zonas mais frias, possui um paladar muito refrescante e com taninos moderados, alcançando um resultado agradável e muito eficaz. Está presente em apenas algumas “vinotecas” de Buenos Aires, como a Enogarage e a Malambo.
Maula & Misery Mouse Malbec 2012 (65 pesos) 
Produzido pela Bodega Margot com uvas de Tupungato, tem um estilo bem jovial, com aromas de fruta fresca intensa e acidez bem pronunciada, perfeito para quem está enjoado dos tintos pesados e muito frutados que dominam as prateleiras das lojas.
Gouguenheim Valle Escondido Reserva Merlot 2010 (75 pesos) 
Esta bodega está en Valle de Uco y elabora uvas propias de un viñedo en Tupungato. De sus tres líneas de vinos me gustó especialmente este Merlot: porque no hay muchos ponderables en el mercado y porque estilísticamente hablando ofrece fruta roja y aromas levemente especiados, con un roble apenas perceptible. Otra raro material que llegó a la góndola recientemente y que será favorito de los buscadores de perlitas.
Lágrima Dramatis Personae Blend 2011 (75 pesos)
Em San Rafael, ao sul de Mendoza, a familia espanhola Marchal possui 120 de vinhedos e desde 2010 passou a produzir vinhos como o rótulo Lágrima, cujo blend Dramatis Personae combina Malbec, Cabernet Sauvignon e Bonarda, propondo um conjunto exótico de aromas frutados, um paladar leve mas muito suculento, perfeito para acompanhar a boa mesa.
Altos de la Ciénaga 2012 (80 pesos)
Um “tinto caseiro” pela  normas de regulação argentinas, elaborado em Tucumán, é um vinho que às cegas se revelará uma “pérola negra” digna de ser provada. Corte dominante de Shiraz, Malbec e Cabernet Sauvignon, com aromas profundos e misteriosos, com muita fruta confitada, notas amadeiradas e um toque mentolado. Suculento ao paladar, tem o típico vigor dos taninos novos (mas já bebíveis) e um leve sabor defumado. Um vinho com estilo ideal para aqueles que amam uma presença mais marcante da potência dos vinhos argentinos.
Pródigo Tepranillo Selección 2012 (84 pesos)
Fazia tempo que não surgia um Tempranillo que fosse cativante como este novo lançamento da bodega El Hijo Pródigo. Produzido em La Consulta, no Valle de Uco, onde existe boa quantidade de Tempranillo, este vinho de um violeta intenso, é rico em aromas de frutado negras muito bem combinados com um paladar franco e muito refrescante. 
006 Chardonnay 2013 (85 pesos)
Para aqueles que apreciam mais os brancos de aromas delicados e com muito frescor, provar este Chardonnay é quase obrigatório. Elaborado pela Bodega Aniello, em Río Negro, com uvas de um velho vinhedo próximo ao río, ele consegue ser um branco atípico dentro do panorama local, graças ao nivel de elegância e leveza que oferece em sua faixa de preço. Este é um branco do qual ouviremos falar muito daqui para a frente.
Pasacana 2010 (224 pesos)
Elaborado pela Bodega Dupont, em Jujuy, é resultado de um corte clássico argentino de Cabernet Sauvignon e Malbec. De caráter atípico, é um vinho denso e negro ao olhar, mas muito complexo nos aromas, com notas mentolados, frutas negras, pimenta e toques amadeirados. Paladar rico, encorpado e repleto de taninos firmes e sabor defumado de grande intensidade. Um grande vinho do qual foram feitas apenas 3200 garrafas. Será uma sorte se conseguir colocar as mãos em uma delas.
Fonte: Planeta Joy

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!