Quando o assunto é champagne, o tamanho da garrafa é "documento"!

Data

Uma recente experiência feita pela maison de champagne Ruinart, em Londres, comprovou através de uma elaborada degustação às cegas, que a forma e, principalmente, o tamanho da garrafa, tem um efeito significativo sobre o estilo e a evolução dos champagnes. 
Um grupo de críticos de vinho foi convidado para avaliar seis champanhes servidos em copos negros tipo ISO, sabendo apenas que quatro dos vinhos eram idênticos, salvo pelo fato de que eles vieram de garrafas de tamanhos diferentes.
Assim, uma meia garrafa de champagne blanc de blancs non-vintage mostrou os aromas desenvolvidos que seriam esperados em um champagne vintage envelhecido, enquanto no formato Jeroboam, o chamapagne exibiu um caráter muito mais jovial, com pouca redução. Já a garrafa padrão mostrou uma vigor muito atraente, mas foi o champagne envelhecido em magnum que se mostrou o mais equilibrado da degustação.
Não foi à toa que, baseando-se nestas mesmas conclusões, a Bollinger acaba de lançar a nova safra (2000) de sua cuvée especial RD, apenas em garrafas no formato Jeroboam, aquele que promete preservar ao máximo o seu frescor.

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!