10 pesquisas e fatos que "desmascaram" os experts em vinhos! Leia com ponderação…

Data

Entender de vinhos requer paladar apurado, conhecimentos sobre uvas e terroirs, informações sobre os métodos de produção e, claro, beber. Pois mesmo assim nem sempre especialistas conseguem acertar. O site Buzzfeed reuniu pesquisas* que mostram que os entendidos podem não entender de nada. Confira:
*Antes de ler a seleção de “pesquisas” e “fatos”, tenha em mente que elas não desqualificam o trabalho sério de avaliação de vinhos realizados por profissionais do ramo. Lembre-se que por mais que se tente ser cartesiano e objetivo ao analisarmos um vinho, ela é fruto de experiência sensorial que sempre estará sujeita a subjetividades, muitas vezes levando a resultados que podem conflitantes…
1 – Mesmo vinho, pontuação diferente
Pesquisa realizada entre 2006 e 2009 reuniu informações coletadas de especialistas que receberam doses do mesmo vinho três vezes. Em 90% dos casos, eles afirmaram que estavam bebendo produtos diferentes, além de conferir avaliações distintas, com diferença de minutos entre as degustações.
2 – Enganados pelo rótulo
Em 2001, especialistas beberam o mesmo vinho, mas com rótulos diferentes. As avaliações dadas variaram entre ‘vinho barato’ a ‘vinho caro’ e ‘fraco’ e ‘complexo’.
3 – Teste cego
Numa degustação às cegas, 578 voluntários conseguiram identificar diferenças entre vinhos baratos e caros em apenas 50% das vezes.
4 – Influência do preço
O crítico de gastronomia americano Robin Goldstein reuniu dados de mais de 6 mil degustações às cegas e aponta que especialistas bem treinados conseguem identificar com frequência se o vinho é sofisticado. Mas, em geral, essa impressão é afetada pela ideia de que a bebida é cara ou barata antes de ser tomada.
5 – Cor da garrafa
Cinquenta e quatro especialistas tomaram duas taças de vinho, tinto e branco. O tinto foi descrito como rico em aromas de frutas vermelhas. O fato é que ambos foram tirados da mesma garrafa e uma parte ‘tingida’ como corante sem sabor.
6 – Influência da música
Uma pesquisa feita pela Universidade Heriot-Watt, em Edimburgo, na Escócia, mostrou que um vinho consumido quando uma música marcante é tocada (no caso foi uma peça da ópera Carmina Burana) melhora a percepção do vinho segundo os especialistas.
7 – Francês x Americano
Em uma degustação às cegas, vinhos franceses caros foram servidos junto com exemplares baratos produzidos nos Estados Unidos. Ainda que os franceses tenham sido apontados como melhores, a percepção dos participantes era de que se tratavam de vinhos equivalentes.
8 – Champanhe barato x Dom Perignon
Em degustação às cegas, um espumante barato foi preferido pelo dobro de pessoas do que a famosa Dom Perignon.
9 – Farsa
O indonésio Rudy Kurniawan foi preso em 2012 por vender vinhos californianos baratos como se fossem bebidas francesas produzidas na década de 1960. Enganou críticos, especialistas e realizou leilões com lotes da bebida.
10 – Restaurante que não existe ganha prêmio
O restaurante Osteria L´Intrepido ganhou prêmio de excelência da revista Wine Spectator em 2008. O único problema é que o restaurante não existia – tratava-se de uma armação do crítico americano Robin Goldstein para desbancar a premiação.
Fonte: Terra

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!