Vinhos brasileiros tornam-se a "bola da vez" na Inglaterra!

Data

Com a proximidade de eventos de porte mundial como a Copa do Mundo de Futebol em 2014 e as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, os importadores ingleses e do restante do Reino Unido estão correndo atrás dos vinhos brasileiros para inserção em seus catálogos.
A participação brasileira no mercado de vinho inglês ainda é bastante tímida, com apenas 20 dos mais 1.000 produtores do país focados neste mercado, uma realidade que a London International Wine Fair, iniciada nesta semana, espera mudar graças ao grande interesse demonstrado pelos distribuidores locais.
No início deste mês, a gigante cadeia Bibendum confirmou um acordo para distribuir com exclusividade os vinhos da Miolo, enquanto a Copestick Murray está prestes a adicionar um espumante brasileiro para a sua linha “I Heart”.
No ano passado, a Waitrose tornou-se a primeira rede de supermercados do Reino Unido a promover  ações de marketing com vinhos brasileiros. A rede Marks & Spencer também enviou uma equipe de enólogos para visitar o Brasil à procura de vinhos para lançar no verão inglês.
De acordo com Judy Kendrick, representante da Wines of Brazil na Inglaterra: “Os olhos do mundo estão voltados para o Brasil. Com poucas vinícolas aptas a exportar, os distribuidores estão agarrando todas as oportunidades que surgem, para não correrem o risco de não encontrar mais nada no futuro.”
Apesar de uma certa “decepção” com os Jogos Olímpicos de Londres no ano passado, a Bibendum continua otimista com as oportunidades apresentadas pelos próximos eventos esportivos no Brasil. O diretor da empresa Michael Saunders acredita que: “Com a Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016 no horizonte, o interesse pela cultura brasileira, incluindo comida e vinho, vai explodir nos próximos anos.”
Em relação a qualidade dos vinhos, Andrew Shaw, diretor de compras da Bibendum, disse: “O Brasil oferece algo completamente diferente do Chile e Argentina em termos de condições climáticas e viticultura. As melhores regiões são mais frias e tem um clima muito mais europeu. Particularmente, os Moscatos pouco alcoólicos e os ótimos espumantes, podem preencher um nicho importante em nosso mercado.”
Fonte: The Drinks Business

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!