Direto da Taça: Zemlia Gran Reserva Malbec 2010, tipicidade com um quê de inovação e uma pitada de madeira a mais… #CBE

Data

Depois de ter publicado um vinho adiantado na CBE (Confraria Brasileira de Enoblogs), no dia do Malbec World Day, estou compensando ao publicar com bastante atraso o vinho do tema do mês de abril: um Malbec argentino!
Foi bastante interessante degustar esse Zemlia GR Malbec 2010, pois era um vinho, confesso, completamente desconhecido para mim. Não é para menos, a jovem Bodega Zemlia foi criada apenas em meados de 2008, por um grupo de cinco amigos que gradativamente pretende alcançar a máxima excelência possível com suas vinhas estão localizadas no Valle de Uco, cerca de 80 km ao sul de Mendoza, numa altitude de 1.100 metros. 
Impressões de degustação
Surpreendente coloração rubi média, denotando por sua juventude (safra 2010), não ser um vinho com extração e/ou maturação excessiva das uvas. No olfato, ofereceu aromas de frutas vermelhas maduras mas preservando um nítido frescor, mesclado com um toque de melado de cana, alcaçuz e um “pontinha” de tomilho. Na boca, equilíbrio muito bom entre os níveis de tanino e acidez, especialmente para um vinho ainda tão novo. Final de boca bastante persistente e macio. Um belo exemplar de Malbec! O único ponto negativo observado no vinho, foi um ligeiro excesso de madeira na medida em que a temperatura na taça subiu. É possível que, com a evolução, haja uma melhor integração com os demais elementos do vinho, mas só o tempo dirá… Importado por Gam Affari d’Itália (R$116,00*)
* Versão sem a menção “Gran Reserva”, como mesmo no site oficial da vinícola não há menção ao “Gran Reserva”, pressupus ser o mesmo vinho.
Avaliação: 89B

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!