Vintage 2011, uma safra para entrar na história do vinho do Porto!

Data

A euforia chegou tomou conta do Douro e das caves em Vila Nova de Gaia. Praticamente todas as companhias, pequenas ou grandes, vão declarar Vintage em 2011. Baseado nos vinhos que a família Symington apresentou recentemente, a colheita feita há dois anos, promete preencher mais uma página gloriosa na já longa história do vinho do Porto.
O primeiro Porto Vintage da segunda década do século XXI é um vinho para o século XXII. Daqui a 100 anos ou mais, algumas das garrafas da colheita de 2011, que estão apenas começando a ser preenchidas, certamente irão ser abertas pelas próximas gerações com a mesma emoção e espanto que sentimos hoje quando provamos vinhos do início do século XX e dos finais do século XIX.
Os vintages de 2011 têm tudo para aspirar um lugar de lenda na história do vinho do Porto e perdurarem nos anais do setor com o mesmo brilho e glória de colheitas como a de 1963, por exemplo. Pode parecer cedo e arriscado antecipar um futuro tão duradouro e brilhante para uma colheita, mas o consenso e a euforia que se estabeleceram em torno do Porto Vintage 2011, parecem assegurar tão afirmação. 
As condições climáticas foram perfeitas: choveu bastante nos últimos três meses de 2010 e os meses de Abril e Maio foram mais amenos e úmidos do que o normal, acelerando o ciclo normal das vinhas e desencadeando focos de oídio e míldio, que viriam a provocar uma queda acentuada na produção (menos 20% da média, favorecendo a concentração das uvas).
As vinhas chegaram ao pico do Verão em pleno stress hídrico e, quando se esperava que a vindima começasse 15 dias mais cedo e com alguns desequilíbrios na maturação das uvas, vieram as chuvas milagrosas nos dias 21 de Agosto e 1 de Setembro, permitindo o desenvolvimento harmonioso dos teores de açúcar, dos compostos fenólicos (cor, taninos) e da acidez. A vindima acabou começando uma semana mais tarde do que o habitual e o bom tempo manteve-se quase até o final de Outubro. Um cenário de sonho para qualquer enólogo.
Como acontece com os grandes vinhos, os vintages de 2011 nasceram perfeitos! Nos próximos meses, à medida que forem sendo revelados, vão se assunto recorrente na crítica especializada de Portugal e do resto do mundo. Alguns deles poderão até aspirar à classificação máxima dos críticos mais influentes. Depois de uma década difícil, o vinho do Porto, o grande vinho português, promete voltar a dar que falar.
Fonte: adaptado de Pedro Garcias em Fugas.pt (para ler o texto completo, clique no link)

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!