Painel de Degustação: Supertoscanos 2004 e 2005, com castas autóctones e/ou "estrangeiras", a certeza beber de grandes vinhos!

Data

Supertoscanos: taças preparadas para a degustação… 

Este era um dos painéis mais aguardados no calendário de degustações deste ano na Desconfraria, afinal de contas, esses vinhos italianos conhecidos como “Supertoscanos” estão entre os de maior destaque e prestígio em todo o mundo. 
A expressão “Supertoscano” foi cunhada fora da Itália, uma maneira pela qual os consumidores ingleses e, principalmente, americanos, passaram a identificar os melhores vinhos da Toscana que, por não respeitarem as leis das denominações de origem locais, recebiam apenas a classificação mínima de “vino da tavola”, apesar de sua elevada qualidade e preço cada vez mais alto. O primeiro destes vinhos a receber este “título” foi o Tignanello, elaborado pela primeira vez no início da década de 1970 pela tradicional família Antinori.
Atualmente, cientes da evolução e importância destes vinhos toscanos no mercado mundial, a legislação italiana vem sendo lentamente adaptada para abrigar de maneira mais apropriada estes grandes vinhos, cuja maior “culpa” é abrigar castas não italianas em sua composição.
Da esquerda para a direita, do alto para baixo, do 10º ao 1º colocado no painel de Supertoscanos!

Pelos rótulos presentes na foto acima dá para perceber o alto nível desta degustação que, na minha opinião, teve um resultado geral surpreendente, afinal, vinhos como Tignanello, Solaia e Sassicaia não ficaram entre os três melhores. Minha avaliação pessoal também foi igualmente surpreendente, já que 3 dos 4 vinhos que mais gostei ficaram nas três últimas posições. Coisas típicas de degustações às cegas…
Veja como ficou a avaliação geral dos 10 vinhos da degustação (e minha classificação pessoal dos vinhos):
10º lugar: Antinori Tignanello 2004 (RP93/WS95) 
Meu 2º melhor vinho! (85% Sangiovese, 10% CS e 5% CF)
9º lugar: San Giusto a Rentennano Percarlo 2005 (RP94+)
Meu vinho da noite! (100% Sangiovese)

8º lugar: San Guido Sassicaia 2005 (RP93/WS94) 
Meu 3º melhor vinho! (85% CS, 15% CF)

7º lugar: Col d’Orcia Olmaia 2005 (WS88) 
O vinho que menos me agradou! (100% CS)

6º lugar: Col d’Orcia Olmaia 2005 (WS88)
Outra garrafa com a mesma avaliação… (100%CS)

5º lugar: Mazzei Castello di Fonterutoli Siepi 2004 (WS94)
Ficou em 5º para mim também! (50% Merlot, 50% Sangiovese)

4º lugar: Antinori Solaia 2005 (RP94/WS97)
Meu 6º colocado! (75% CS, 20% Sangiovese, 5% CF)

3º lugar: Fèlsina Fontalloro 2005 (WS93)
O vinho que levei para a ocasião (avaliei-o em 7º…) 100% Sangiovese

2º lugar: La Massa Giorgio Primo 2004 (WS92)
Meu 4º colocado! (50% Sangiovese, 40% Merlot, 10% CS e Petit Verdot)

1º lugar: Avignonesi e Capanelle 50 et 50 2004
Meu 8º colocado (e uma grande surpresa…) 50%Merlot, 50% Sangiovese

Bastante surpreendente, não? Para mim foi… A próxima “parada” será no Douro e seus tintos das safras 2004 e 2005. acho que lá a probabilidade de novas surpresas será bem menor…

Outros Artigos

Olá, fique mais um pouco. Sou seu Wine Hunter.

Se não encontrou o que realmente procurava, deixe que eu faça isso por você.

Quero te propor a melhor experiência em nosso Marketplace de vinhos!